…nem qualquer praga tocará a tua morada.




Aspeto profético da pandemia de Covid-19


Nestes dias em que o mundo inteiro sentiu a ameaça da COVID-19, muitas pessoas de fé tiveram suas convicções confrontadas com o medo de que sua vida sofresse o mesmo destino de alguém que não tem a convicção em um Deus Todo-Poderoso.

Em que acreditar? Deus pode nos manter? A COVID-19 pode afetar um homem de fé? Podemos perecer?

Há muitas questões que circulam no ambiente e, embora não se expressem num fórum de tipo religioso, a incerteza tem subjugado mais do que uma, e é demonstrada na ultra observação das recomendações que as agências de saúde têm estabelecido como protocolos de proteção.

O que é o Coronavírus, e porque está presente em todo o mundo? Pode afetar tanto os incrédulos como os crentes?

O Coronavírus é uma praga, e independentemente de ter havido manipulação humana na sua criação, ou se foi formado como resultado da deformação genética que o homem causa com a alteração dos alimentos de tipo animal, a sua presença no planeta é por provisão de Deus que determinou que é regado em toda parte para nos lembrar que o homem não é o produto da evolução das espécies, que o homem é devido a Deus por ser seu Criador, e porque ele carrega dentro de si a imagem de Sua Natureza, e isto tanto para os crentes como para os incrédulos.

As dez pragas de Deus enviadas ao Faraó e ao Egito durante o tempo da escravidão de Israel nos mostram que o Coronavírus é uma praga enviada para derrubar a arrogância do homem, por causa de seu coração teimoso não querer ter Deus em suas notícias.

Porque esta vez enviarei todas as minhas pragas (מַגֵּפֹתַי) sobre o teu coração, e sobre os teus servos, e sobre o teu povo, para que saibas que não há outro como eu em toda a terra. Êxodo 9:14

O homem tem sido advertido por Deus em inúmeras ocasiões através de seus profetas, mas o homem tem aumentado sua rebelião resistindo de frente a Deus, mesmo com a teimosia de formar deuses segundo seu capricho, por isso Deus intervém para derrubar com pragas a dureza do coração do homem, daí o profeta Isaías ter profetizado sobre situações que quebram a arrogância do homem.

Por mim mesmo tenho jurado; saiu da minha boca a palavra de justiça e não tornará atrás: que diante de mim se dobrará todo joelho, e por mim jurará toda língua. Isaías 45:23 (Romanos 14:11; Filipenses 2:10-11)

As pragas são enviadas por Deus para mostrar ao homem que seus deuses não o salvam dos males que ele teme; as pragas são enviadas para lembrar ao homem/mulher de fé que seu Deus é o Criador Todo-Poderoso de todas as coisas que existem,

E eu passarei pela terra do Egito esta noite e ferirei todo primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e sobre todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o Senhor. Êxodo 12:12

A décima praga de Deus sobre o Egito nos mostra que as pragas podem tocar tanto os incrédulos quanto os crentes, mas também nos mostra que na Graça da operação da Sua exaltação, Ele deixa a provisão para aqueles que esperam n Ele serem salvos do julgamento que vem sobre a terra,

Porque o Senhor passará para ferir aos egípcios, porém, quando vir o sangue na verga da porta e em ambas as ombreiras, o Senhor passará aquela porta e não deixará ao destruidor entrar em vossas casas para vos ferir. Êxodo 12:23

O profeta Ezequiel confirma a Verdade desta salvação descrevendo em seus escritos que em tempos de pragas, Deus coloca uma marca na testa daqueles que se apoderam de Sua provisão,

E disse-lhe o Senhor: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal as testas dos homens que suspiram e que gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela…   Matai velhos, e jovens, e virgens, e meninos, e mulheres, até exterminá-los; mas a todo o homem que tiver o sinal não vos chegueis; e começai pelo meu santuário. E começaram pelos homens mais velhos que estavam diante da casa. Ezequiel 9:4-6

Todos os tempos tiveram uma provisão específica de salvação; no tempo de Noé a provisão era uma arca, no tempo de Moisés a provisão era o sangue de um cordeiro pintado nos pórticos e lintéis das casas; qual é a provisão de Deus para o tempo do Coronavírus?

Em nosso tempo, a provisão é Jesus, particularmente, a convicção em Revelação de que Ele falou ao Seu povo sobre o que significa o Coronavírus. Deus não é um estranho ao que está acontecendo atualmente no planeta, nem Satanás tomou mais liberdade do que o Todo-Poderoso lhe permite. Deus tem mostrado aos Seus profetas o propósito desta praga,

Certamente o Senhor Jeová não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas. Amós 3:7

A provisão da salvação consiste em compreender que esta praga foi enviada por Ele, por Deus, para estabelecer uma ordem de reino sobre a face da terra. O homem tem vivido e construído sociedades ateístas e agnósticas, com estruturas de lei e ordem completamente estranhas a Deus; Deus já não tolera essa discrição humana, e exige uma mudança, e desceu para provocá-la; aqueles que compreendem isso serão salvos, aqueles que não, perecerão.

Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, em todo lugar, que se arrependam, Atos 17:30

A provisão de salvação para o tempo do Coronavírus consiste em entender que isso está acontecendo de Deus, e que, portanto, é absurdo repreendê-lo; aquele que repreende o Coronavírus se opõe à Vontade de Deus. Algo semelhante aconteceu no tempo do profeta Jeremias, e muitos não o compreenderam. Jeremias proclamou de Deus que Nabucodonosor tinha sido enviado por Ele,

E, agora, eu entreguei todas estas terras nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, meu servo, e até os animais do campo lhe dei, para que o sirvam.…  8 E acontecerá que, se alguma nação e reino não servirem o mesmo Nabucodonosor, rei da Babilônia, e não puserem o pescoço debaixo do jugo do rei da Babilônia, visitarei com espada, e com fome, e com peste essa nação, diz o Senhor, até que a consuma pelas suas mãos. E não deis ouvidos aos vossos profetas, e aos vossos adivinhos, e aos vossos sonhos, e aos vossos agoureiros, e aos vossos encantadores, que vos falam, dizendo: Não servireis ao rei da Babilônia. Jeremias 27:6-9

O Coronavírus vem de Deus e cumpre um propósito profético do estabelecimento do Reino. Nada acontecerá àqueles que compreendem que Deus está estabelecendo o Reino na face da terra, e que isto estabelece uma ordem divina na face da terra. Deixe-me apresentá-lo nas seguintes linhas.

A Soberania de Deus é estabelecida pelo caráter profético de todos os eventos humanos anunciados antes que eles ocorram. O profeta Isaías afirma em seus escritos que é da natureza de Deus descobrir o que vai acontecer sobre as coisas antes que os homens tomem consciência da possibilidade delas,

Assim diz o Senhor, o Santo de Israel, aquele que o formou: Perguntai-me as coisas futuras; demandai-me acerca de meus filhos e acerca da obra das minhas mãos. Isaías 45:11

O profeta Isaías profetizou de Deus sobre Ciro centenas de anos antes dele nascer, antes mesmo de sua nação ser conhecida;

quem diz de Ciro: É meu pastor e cumprirá tudo o que me apraz; dizendo também a Jerusalém: Sê edificada; e ao templo: Funda-te. Isaías 44:28

Da mesma forma, estes tempos de Coronavírus são profetizados nos escritos da Lei de Moisés, e também descrevem o porquê de ter atacado o planeta inteiro. Para entender isso, é necessário primeiro estudar e compreender o valor profético do cativeiro de Judá para a Babilônia. O profeta Jeremias profetizou de Deus que Judá iria para o cativeiro na Babilônia e ficaria fora por um período de setenta anos,

11 E toda esta terra virá a ser um deserto e um espanto, e estas nações servirão ao rei da Babilônia setenta anos. 12 Acontecerá, porém, que, quando se cumprirem os setenta anos, visitarei o rei da Babilônia, e esta nação, diz o Senhor, castigando a sua iniquidade, e a da terra dos caldeus; farei deles um deserto perpétuo. Jeremias 25:11-12

e um pouco mais tarde, a Palavra é confirmada novamente,

Porque assim diz o Senhor: Certamente que, passados setenta anos na Babilônia, vos visitarei e cumprirei sobre vós a minha boa palavra, tornando-vos a trazer a este lugar. Jeremias 29:10

Porquê setenta anos de cativeiro? Porquê deixar a terra desabitada? A resposta encontra-se nos escritos da Lei de Moisés,

34Então, a terra folgará nos seus sábados, todos os dias da sua assolação, e vós estareis na terra dos vossos inimigos; então, a terra descansará e folgará nos seus sábados.…  43 E a terra será desamparada por eles e folgará nos seus sábados, sendo assolada por causa deles; e tomarão por bem o castigo da sua iniquidade, em razão mesmo de que rejeitaram os meus juízos e a sua alma se enfastiou dos meus estatutos. Levítico 26:34-43

A palavra teve o seu cumprimento, e é o escritor do livro de Crônicas que a certifica, e também explica o porquê de setenta anos,

para que se cumprisse a palavra do Senhor, pela boca de Jeremias, até que a terra se agradasse dos seus sábados; todos os dias da desolação repousou, até que os setenta anos se cumpriram. 2 Crónicas 36:21

Porquê setenta anos de cativeiro e desolação da terra? O povo foi levado cativo pela própria arrogância do povo, pelo seu coração teimoso que não queria ter Deus em suas notícias, o povo serviu a outros deuses e esqueceu as leis que Deus lhes deu; a terra estava desolada e deixada em abandono porque o povo não observou o sábado por quatrocentos e noventa anos (setenta períodos de sete, de acordo com a celebração dos anos Shemitáh), e Deus a impôs sobre a teimosia do povo para estabelecer que não um jot ou um titulo perecesse da lei, até que todas as coisas fossem feitas.

A profecia sobre estes tempos de Coronavírus está inserida na profecia sobre a desolação da terra, como lemos nos escritos de Levítico, Crônicas e no livro do profeta Jeremias. Em todos os lugares do mundo os governos tomaram a decisão de estabelecer quarentenas em todas as cidades, em alguns casos, as quarentenas são acompanhadas pelo toque de recolher e pelo encerramento parcial das lojas. Até agora, todos os países do mundo concordaram que a duração das quarentenas será prolongada de 15 para 31 de março, um total de 17 dias em média, com a possibilidade de prolongar os dias se não houver controle da pandemia dentro desse período.

Se você comparar a atividade em todas as nossas cidades nestes dias com a instrução dada ao povo de Israel ao redor do sábado, você verá que a atividade foi reduzida à menor expressão; muitas pessoas estão literalmente se refugiando em suas casas e apartamentos. Vejamos isso com mais detalhes nos textos seguintes,

mas o sétimo dia é o sábado do Senhor, teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro que está dentro das tuas portas. Êxodo 20:10


Seis dias obra se fará, mas o sétimo dia será o sábado do descanso, santa convocação; nenhuma obra fareis; sábado do Senhor é em todas as vossas habitações. Levítico 23:3

O que você observa? Estes dias de quarentena são exatamente, literalmente, dias de descanso, como foram estabelecidos e exigidos pelo Senhor na Lei que Ele deu ao Seu povo. Todas as cidades do mundo, sem exceção, foram literalmente levadas para observar os sábados.

Similarmente, como nos setenta anos de desolação de Judá, para que a Terra observe seus sábados —anos de Shemitáh— em nossos dias Deus tem exigido o cumprimento de todo aquele tempo que os homens têm esquecido de descansar e descansar em seu Criador.

Porquê esta exigência de Deus para os nossos dias? Porque o homem construiu deuses materiais e se tornou escravo deles, esquecendo-se de que Deus os libertou da escravidão,

porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito e que o Senhor, teu Deus, te tirou dali com mão forte e braço estendido; pelo que o Senhor, teu Deus, te ordenou que guardasses o dia de sábado. Deuteronómio 5:15

O Sábado não é um conceito religioso, é uma provisão de salvação para encontrar em Deus uma provisão de prosperidade, sabedoria e riqueza,

Antes, te lembrarás do Senhor, teu Deus, que ele é o que te dá força para adquirires poder; para confirmar o seu concerto, que jurou a teus pais, como se vê neste dia. Deuteronómio 8:18

Os textos seguintes são ainda mais contundentes, mostrando como Deus, através do Coronavírus, fez com que as pessoas se submetessem à Sua Palavra mesmo acima de suas próprias vontades,

Como está a população mundial hoje em dia?

É um sábado de descanso para vós, e afligireis a vossa alma; isto é estatuto perpétuo. Levítico 16:31

Eles estão “aflitos”, como a própria instrução para observar o Sábado exigia. Deus é um homem humilde, e forçando-o a reconhecer a Sua Soberania.

O que é a provisão de salvação para um homem/mulher de fé do Coronavírus?

Seis dias se fará obra, porém o sétimo dia é o sábado do descanso, santo ao Senhor; qualquer que no dia do sábado fizer obra, certamente morrerá. Êxodo 31:15

A salvação do Coronavírus consiste em compreender que por detrás desta praga está a mão de Deus; isto que está a acontecer neste momento é o dedo de Deus. Quem puder ver esta Revelação de Deus e se submeter a ela não morrerá; mas o homem/mulher de Deus que não vê Deus trabalhando no meio desta situação, e com arrogância quer repreendê-la, confiando nos protocolos sanitários e não na provisão de Deus, certamente morrerá, e nós teremos testemunho.


A provisão de Deus consiste na Revelação do Espírito pela Sua Palavra.


Deus trouxe o Coronavírus para estabelecer o Reino sobre a face da terra. Deus está impondo Sua Palavra, e assim como aconteceu com os setenta anos de cativeiro profetizados por Jeremias, até que a terra tivesse desfrutado de seus sábados, assim em nosso tempo Jeová-Deus, o Todo-Poderoso, trouxe o Coronavírus para completar duas semanas inteiras, e aquelas que o Senhor quer acrescentar, para que o homem possa entender que fora dEle não há outro.

Onde, ó homem de Deus, está a tua confiança? Por que, se ao crer e proclamar um Deus Todo-Poderoso você se comporta como se seu Deus tivesse sido tomado de surpresa pelo Coronavírus?

É hora de voltarmos em amizade com Deus e rever nossos fundamentos de fé, muitos dos quais são fundamentos de doutrinas humanas, não fundamentos da Palavra. Precisamos voltar para a Palavra, não interpretar a Palavra para se adequar às nossas reivindicações; precisamos entender o que significa Revelação, Justiça e Julgamento; precisamos despertar o Espírito da profecia e ser guiados pelo Espírito da Verdade.

E ele disse-me: Importa que profetizes outra vez a muitos povos, e nações, e línguas, e reis. Apocalipse 10:11

Concluo dizendo o que o Espírito diz ao Seu povo,

Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Salmos 91:10


Partilhá-la, a apostasia das nossas comunidades de fé precisa de ser desenraizada

 

 


 

As citações bíblicas são extraídas Almeida Revista e Corrigida 2009 (ARC)

 

 


Pastor Pedro Montoya

WhatsApp 1 (407) 764-2699

Twitter: @pastormontoya

http://ministerioscristorey.com/

One thought on “…nem qualquer praga tocará a tua morada.

  1. Pingback: …nem qualquer praga tocará a tua morada. — Treasure in Earthen Vessels – MATTOS COE

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.